terça-feira, 13 de março de 2012

VSP comenta as pornochanchadas do Canal Brasil- dias 12 a 18 de março

Meio atrasado, recomendados o filme A Reencarnação do Sexo de Luiz Castillini que passa na quinta (dia 15). Diretor talentoso e de pretensões autorais, esperamos que um dia ele volte a dirigir filmes. Infelizmente, são raros as produções assinadas pelo realizador paulista que foram lançados em VHS e estão disponíveis no Canal Brasil.


A HERANÇA DOS DEVASSOS (Brasil, 1979)
Direção: Alfredo Sternheim
Canal Brasil, segunda (dia 12) ás 00h25
Cotação: *
Brasil e Argentina nunca se entenderam em nenhum assunto. No cinema não poderia ter sido diferente. Uma das únicas co-produções dos dois países, A Herança dos Devassos é um equívoco. O argumento é fraco e não consegue segurar duas horas de filme nem aqui, nem na China. Alfredinho aceitou dirigir este filme de última hora e reconhece que é o pior de sua filmografia.

NOITE EM CHAMAS (Brasil, 1978)
Direção: Jean Garrett
Canal Brasil, terça (dia 13) ás 00h15
Cotação: *** e meio
Dentro do Cinema da Boca, Jean Garrett foi um dos melhores autores locais. Todos os filmes do realizador português merecem ser vistos. Mesmo os piores. Noite em Chamas foi uma tentativa de se fazer um filme catástrofe. O longa se passa num hotel no centro de São Paulo e os vários personagens que passam por este local. A coisa esquenta quando um servente resolve explodir o estabelecimento. O elenco é recheado de estrelas da pornochanchada. Merecem atenção a participação especial de Carlão Reichenbach como o jornalista e do sempre genial Heitor Gaiotti.


HISTÓRIAS QUE AS NOSSAS BABÁS NÃO CONTAVAM (Brasil, 1981)
Direção: Osvaldo de Oliveira
Canal Brasil, quarta (dia 14) ás 00h15
Cotação: ****
As finadas sessões do Sala Especial sempre mantinham esse filme. O público masculino adora esse conto de fadas ao contrário. Tudo pela presença da belíssima Adele Fátima, intepretando a mulata Clara das Neves. A madrasta é feita pela musa eterna Meire Vieira. O caçador é Costinha. O príncipe homossexual é o homem de teatro Denis Derkian. E claro: tem os sete anões. Mas tudo com duplo sentido.

A REENCARNAÇÃO DO SEXO (Brasil, 1981)
Direção: Luiz Castillini
Canal Brasil, quinta (dia 15) ás 00h15
Cotação: ***
A trajetória do diretor Luiz Castillini é uma das mais interessantes dentro do Cinema da Boca. Natural de Barretos, interior de São Paulo, o realizador foi projecionista antes de ingressar na área cinematográfica. Cinéfilo atuante e homem de esquerda, Castillini foi colaborador da revista Cinema Em Close Up e conseguiu realizar seu primeiro longa-metragem somente aos 34 anos. Uma idade avançada para os padrões da Rua do Triunfo. Muitas vezes sem qualquer recurso, este empenhado diretor conseguia fazer longas-metragens dignos. A Reencarnação do Sexo é uma tentativa de cinema de terror. A história gira em torno de um pai que mata o empregado que namora sua filha. Os anos passam e a casa onde o crime aconteceu fica amaldiçoada. A trama é inventiva e o resultado é acima da média.

Na sexta (dia 16), sábado (dia 17) e domingo (dia 18) serão exibidos reprises dos filmes descritos aqui.

Cotação goleiros Palmeiras-I:

****- ótimo (Marcos)
***- bom (Leir Gilmar)
**- razoável (Gato Fernandez)
*- ruim (Martorelli)

2 comentários:

neomautusiano disse...

Obrigado por postar as pornochanchadas da semana. Mas você errou o nome de dois diretores, obvio que eu não preciso falar quais, porque só de você bater o olho, você vai ver quais são.
Um abraço.

Matheus Trunk disse...

Caro Neomautusiano: bicho, fiz isso de madrugada minha vida anda num baita corre corre. Mas vale a pena fazer isso. Já arrumei. Valeu