sábado, 25 de abril de 2009

Ody Fraga X Walter Hugo Khouri


Este é o Corinthians e Palmeiras, o Grenal, o Fla-Flu da Boca do Lixo. Dois grandes cineastas que podem parecer não ter nada em comum. Mas tem bastante. E muitas diferenças também. Listei aqui quinze de cada categoria. Peço aos amigos se lembrarem mais alguma por favor, coloquem nos comentários.

SEMELHANÇAS
1- Ambos eram homens reconhecidos pelo talento e por serem grandes intelectuais.


2- Leitores impulsivos, de vários grandes escritores internacionais.


3- Os dois repugnavam os meios acadêmicos convencionais.


4- Nenhum dos dois tinham grande gosto por seus primeiros filmes. Tanto Khouri não morria de amores por O Gigante de Pedra como Fraga não tinha forte admiração por Vidas Nuas.

5- Conseguiam se relacionar muito bem com pessoas bem menos intelectualizadas, tornando-se amigos pessoais de várias delas.


6- Os dois trabalharam com o produtor Antônio Pólo Galante.


7- Ambos falavam bastante das mulheres em seus filmes e tiveram trabalhos em que elas foram as personagens principais das películas.

8- Ody e Khouri tinham uma relação forte com a cidade de São Paulo. Embora o último tenha levado isso bem a sério em seus filmes.

9- Trabalharam com algumas das mulheres mais desejadas do Brasil: Aldine Müller, Nicole Puzzi, Matilde Mastrangi, Marlene França, Helena Ramos, Alvamar Taddei.

10- Os dois dirigiram a mesma quantidade de longas-metragens: 25.

11- Khouri considerava a turma do Cinema Novo composta de “meninos”. Ody achava importante o movimento, mas não tinha grande intimidade.

12- Alfredo Sternheim e Afrânio Vital foram assistentes de Khouri e ambos tornaram-se realizadores consagrados. Ody teve como assistentes nomes como Guilherme de Almeida Prado e Mário Vaz Filho, ambos com grandes filmografias. O diretor Conrado Sanchez foi assistente dos dois. 13- Os dois morreram sem o devido reconhecimento da mídia especializada e da intelectualidade. Khouri muitas vezes é mais lembrado por ser o cara que dirigiu o “filme da Xuxa”. Os trabalhos dos dois eram conhecidos como “pornochanchada”. 14- Ody e Walter fizeram filmes na Boca do Lixo, freqüentavam o Soberano e detinham amigos em comum neste local. 15- Ambos não tinham qualquer relação com futebol.

DIFERENÇAS

1- Apesar de terem dirigido várias atrizes em comum, Khouri nunca dirigiu Neide Ribeiro, a atriz preferida de Fraga. E olha que Neide trabalhava com alguns dos grandes nomes do cinema da Triumpho: Carlão Reichenbach, Sternheim, David Cardoso.

2- Daniela Ferrite e Sandra Graffi eram outras atrizes que tiveram grande presença no cinema de Ody e nunca trabalharam com WHK.

3- O diretor de fotografia favorito de Khouri era o mestre Antônio Meliande. Fraga preferia o palmeirense Cláudio Portioli. Portioli e Khouri nunca trabalharam juntos.

4- Como assistente de câmera, Khouri gostava muito de trabalhar com Miro Reis, “o homem dos sete instrumentos”. Ody trabalhou mais com Concórdio Matarazzo.

5- Ody tirava sarro da classe média e dos religiosos. Khouri preferia sacanear os militantes de esquerda.

6- O diretor de “Noite Vazia” nunca dirigiu filmes de sexo explícito. Ody era grande entusiasta e dirigiu três desses. E assinou um como Johannes Freyger.

7- Khouri era centrado em seus trabalhos. Ody escrevia roteiro para fitas dele e mesmo alheias, sem qualquer tipo de preconceito.

8- WHK era conhecido pelos carros bonitos que tinha. Ody não dirigia.

9- Os dois gostavam de música mas com uma clara diferença: um preferia o jazz (Khouri) e outro a música clássica (Fraga). Ambos colocavam os gêneros preferidos nos filmes próprios.

10- Ody Fraga usava óculos. Khouri nunca precisou usar óculos.

11- Ody tinha muito desprezo de Mojica, por conta dele ter terminado a Quando aconteceu a estréia de O Despertar da Besta, ele falou: “O cara achou o nome pro filme que é muito parecido com ele pessoalmente”. Khouri nunca teve nenhum problema com o Zé do Caixão.

12- O produtor que mais vezes trabalhou com Fraga foi Cervantes. Na época da Boca, Khouri trabalhou mais com Aníbal Massaini e a poderosa Cinedistri.

13- Antes de chegar ao cinema, Fraga trabalhou na televisão. WHK nunca trabalhou na telinha.

14- O montador preferido de OF era o veterano João de Alencar. Na época da Boca, Khouri trabalhou bastante com Luiz Elias.

15- Khouri manteve uma relação bastante próxima com a imprensa paulista, em especial com críticos como Rubem Biáfora e Rubens Ewald Filho. Ody desprezava Ewald: “É um crítico americanista. A carteira de identidade dele e dos outros é um acidente sideral: não tem nada haver com ele”.

5 comentários:

Sergio Andrade disse...

Não lembro de mais nenhuma no momento, mas acho que você listou as principais semelhanças e diferenças entre os dois.
Ótimo post, Matheus!
Abraço.

Adilson Marcelino disse...

Os dois trabalharm com Vera Fischer e Mário Benvenutti.
Abs
ps.: adorei esse post.

Guilherme de Oliveira disse...

Post muito bom, mas o Khouri também trabalhou na televisão por um breve período, nos primódios da TV Record (assim como o Person), isto nos anos 50, entre "O Gigante de Pedra" e "Estranho Encontro".

Abraços!

Matheus Trunk disse...

Oi Guilherme, você tem razão. Obrigado por ter me corrigido. Apareça sempre por aqui cara.

Matheus Trunk
www.violaosardinhaepao.blogspot.com

José Rodolfo Chufan disse...

Uma semelhança: os dois estão entre os maiores mestres/gênios do cinema nacional.