quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Grandes Musas VI: Cindy Crawford

Poucos sabem. Mas a grande verdade é que os anos 90 fazem uma grande falta. O Palmeiras tinha um baita time com a Parmalat; a televisão tinha programas populares como Ratinho e Festa do Mallandro (na querida Gazeta de São Paulo) e ainda se podia ouvir Fiori Gigliotti na rádio Record. Em 1995, a revista Placar renasceu em uma fase de grande criatividade, sendo comandada pelo jornalista Marcelo Duarte no modelo “futebol, sexo e rock and roll”. Cantores extraordinários como Moreira da Silva, Noite Ilustrada (que aprendi a gostar vendo no Ione da Gazeta numa quarta ou quinta de noite) e Nelson Gonçalves ainda se encontravam em plena atividade. Mesmo a famigerada Federação Paulista de Futebol fazia aqueles almanaques anuais com os times que disputaram todas as divisões do Campeonato Paulista.

Mas essa seção nostalgia não está destinada a falar de futebol, televisão, rádio ou jornalismo. E sim para falar das mulheres, as musas, as incríveis vestais. Nessa época, existiam as supermodelos, as extraordinárias top models que apareciam em todas as publicações e nas propagandas de televisão a todo momento. Elas eram o modelo de mulher desejada por todos. Claudia Schiffer, Eva Herzigova, Stephanie Seymour e Naomi Campbell são algumas dessas moças. Mas existe uma que é a minha preferida: a norte-americana Cindy Crawford.

Ao todo, ela já estampou mais de 400 capas de revista. Fez propagandas para a Pepsi, Revlon, Kay Jewelers e relógio Omega. Cindy se destacava por sua pintinha, que a fazia ficar parecida  com a atriz Marilyn Monroe. Ela também chegou a apresentar um programa na MTV americana (House of Style) e estrelou alguns filmes (como Atração Explosiva com Alec Baldwin). Mas não tem jeito: todos lembram dela pela beleza física, o lindo sorriso e pelas propagandas que ela estrelou.


Só quem escovou os dentes com Tandy sabor tutti frutti, comprou a Placar 500 times e ouviu o Plantão de Domingo na JP com Milton Neves sabe o que era ver o rosto de uma deusa como Cindy Crawford. Ah, que saudades dos anos 90...

2 comentários:

antonico disse...

E aquela pintinha perto da boca ? A Cindy é gata, gata...

Matheus Trunk disse...

Com certeza meu grande Antonico! A pinta dela é divina. Ela é a grande musa dos anos 90.

Matheus Trunk
www.violaosardinhaepao.blogspot.com