sábado, 21 de janeiro de 2012

Pio Zamuner (1935-2012)


Onde anda o Brasil que assistiu aos filmes de Amácio Mazzaropi? A vida é irônica. No centenário dele, morre o homem que mais dirigiu longas-metragens do Jeca. Italiano de nascimento, Pio Zamuner marcou época na Boca paulistana. Brilhante diretor de fotografia, trabalhou como técnico para nomes importantes como Alfredo Sternheim, Anselmo Duarte, Carlos Coimbra, Tony Vieira, Walter Hugo Khouri. Mas seu empenho nos filmes do comediante Mazzaropi foi algo acima do normal. Quero ver qual realizador brasileiro com os recursos de hoje consegue fazer doze longas-metragens que tenham metade da bilheteria que ele fazia. Pio é patrimônio da rua do Triunfo. A repercussão na imprensa paulista e brasileira foi pequena. Segue um trecho de uma canção que a dupla Pena Branca e Xavantinho fizeram sobre Mazzaropi. Para os fãs de cinema brasileiro, fica a lembrança de um homem obstinado, que tanto trabalhou pela nossa cultura. Sou um privilegiado por ter conhecido ele e o entrevistado. Segue a canção:

Calça na canela borzeguim
Um bigodinho de pó de café
Era o sertão lá no telão da matinê
E o povo todo sendo o Jeca com você
Era uma coisa divertida de se ver


Foto: Guilherme Leite

2 comentários:

Beto disse...

É Matheus o Pio se foi; levou com ele a memória de um tempo que atiça a nossa curiosidade, ele sempre compartilhou conosco as informações sem se sobrepor a elas. Um Italiano que comprendia nossa terra melhor do que nós. O Brasil perde sem perceber o que perdeu.
Abraços
Betão

Anônimo disse...

Acho que a música é dos irmãos Jean e Paulo Garfunkel.
Um abraço e parabéns pelo blog.
Ricardo