terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Filmes perdidos da Boca: O Círculo do Prazer (1983)

Início do pornô brasileiro. Os filmes faziam um sucesso danado entre o público mais humilde. Nesse ambiente, o cineasta Mário Vaz Filho percebe que precisa realizar um longa-metragem no formato. Depois de Coisas Eróticas e A Fome de Sexo, os exibidores só queriam filmes nesse gênero. A comédia erótica estava com os dias contados.


Marinho reuniu alguns colaborador fiéis como Cláudio Portioli (diretor de fotografia) e Concórdio Matarazzo (assistente de câmera). Para o elenco chamou Aryadne de Lima e Oássis Minitti. A trama sobre liberais liberais foi realizada em Ubatuba, litoral norte de São Paulo. Era o auge da primeira geração do XXX tupiniquim. O resultado não poderia ser diferente: o filme entrou no Cine Windsor e fez um sucesso danado. O humor corrosivo dos roteiros de Mário Vaz se tornaria marca registrada da primeira geração do pornô nacional. Marinho foi um dos melhores assistentes de direção da rua do Triunfo. Foi colaborador de realizadores como Jean Garrett e Ody Fraga. Infelizmente, Marinho não teve tempo para se tornar um dos bons diretores da Boca. Grande parte de sua obra ficou restrita ao pornô.

4 comentários:

Almir disse...

Assisti a esse filme, assim como os outros citados. As primeiras exibições de A Fome do Sexo não tinha cenas explícitas. Não sei por qual razão foram cortadas e só depois de alguns meses já no Cine Marrocos foi exibida na versão integral.

Anônimo disse...

Por Favor você sabe onde eu encontro esse filme?

Marcelo Bueno disse...

Queria muito esse filme!!

Marcelo Jaspion disse...

onde acho esse filme onde alguem por favor me avise se tiver esse filme e onde tem